CULTURA & LAZEREditorialNotícias

2 de Julho: celebração de luta, conquista e orgulho para os baiano e baianas

Esta terça-feira, é uma data importante para os baianos e as baianas. Dia de celebração da Independência da Bahia, 2 de Julho. “A data, chamada também de Independência do Brasil na Bahia, é marcada pela comemoração da saída em definitivo do Exército Português da província da Bahia em uma guerra que foi iniciada em 19 de fevereiro de 1822 e durou até julho de 1823“, segundo o portal Educa + Brasil.

Conforme relatos, apesar de o Brasil ter sido declarado independente em 7 de setembro de 1822, por Dom Pedro I, a Bahia ainda era dominada pelos portugueses. Por esse motivo, ocorreram vários conflitos entre os exércitos do país europeu, contra as tropas de D Pedro, que lutavam pela retomada do território baiano. A luta pelo fim dessa colonização, encontrou dura resistência política de Portugal.

O 2 de Julho é referência e motivo de orgulho para os baianos, com celebração na capital e em diversos municípios, especialmente do Recôncavo do Estado, onde ocorrem atividades cívicas e culturais em alusão aos heróis e heroínas dessa luta, a exemplo de Maria Quitéria, primeira mulher a lutar no Exército Brasileiro e Joana Angélica, religiosa que foi assassinada no Convento da Lapa por ataques das tropas portuguesas.

Cortejo em Salvador: o caminho percorrido pelo cortejo na capital baiana, sai do Largo da Lapinha, onde acontece alvorada com queima de fogos e hasteamento da bandeira com a execução do Hino Nacional, em direção à Praça Thomé de Souza e segue até à Praça 2 de Julho, no Campo Grande, (Foto: Casa.da.Photo/Adobe Stock) .

Deixe seu comentário e compartilhe

Botão Voltar ao topo