DestaqueNegócios

Agricultura Familiar contará com capital de giro e antecipação de pagamentos para incentivar os produtores rurais, na Bahia

*Foto: Reprodução/Ilustrativa

O governo baiano lançou nesta quarta-feira (13), algumas novidades para fortalecer ainda mais o Programa Agricultura Familiar. Agora, esses produtores terão acesso a capital de giro, antecipação de pagamentos, emissão de boletos bancários, entre outros facilitadores para ajudar na agilidade do dinheiro chegar às mãos dos trabalhadores das famílias rurais.

Serão beneficiados, produtores que fazem parte de associações e cooperativas cadastradas no Bahia Produtiva. O anuncio foi feito pelo governador Rui Costa, ao participar de um evento em Feira de Santana.

De acordo com uma publicação no site oficial do Estado, uma das linhas de créditos apresentadas foi o Coopergiro, com taxa de juros de 1,5% ao mês e prazo de 12 meses para pagar, com carência de até 3 meses. Esse modelo atenderá as cooperativas para custear os processos de beneficiamento de produção, aquisição de matéria prima, estocagem de material e antecipação do pagamento para os cooperados, por exemplo.

Segundo as informações, a SDR (Secretaria de Desenvolvimento Rural), através da CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional), vai investir R$ 1,5 milhão para a implementação do Coopergiro e fazer os recursos chegar às cooperativas.

As cooperativas e associações necessitam desses recursos para crescerem e ao se fortalecerem, precisam estar mais presentes no mercado e, pra isso, o capital de giro é essencial. Para ajudar nesse processo, intensificamos as discussões, afinamos os instrumentos e estamos aqui hoje para apresentar e celebrar o resultado desse trabalho feito a muitas mãos e formalizar esses instrumentos que vão ajudar no desenvolvimento dessas organizações produtivas”, disse Wilson Dias, diretor-presidente da CAR.

Parcerias

Foto: Reprodução/AscomGovBa

A postagem do site diz ainda que essa é uma iniciativa da SDR e CAR, em parceria com a Ascoob/Cresol (Associação das Cooperativas de Apoio à Economia Familiar) e o Cogefur (Conselho Gestor do Fundo Rotativo), com o apoio do Conexus (Instituto Conexões Sustentáveis).

E sobre parceria, Tamires Ferreira, representante da Ascoob/Cresol, destacou: “estamos felizes de estar aqui podendo trazer essas soluções financeiras para as cooperativas de produção. O cooperativismo de crédito tem a missão de levar o desenvolvimento sustentável e a geração de renda para as comunidades. Estamos aqui pra isso, pra fazer com que as estruturas rodem e levem o que a gente almeja para agricultores, que é a renda”.

Por sua vez, Hilda Mercês, da Unicafes (União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária), falou da importância dessas iniciativas para o homem do campo. “Estamos celebrando esse serviço que vai beneficiar diretamente os agricultores. É mais um avanço, uma conquista do cooperativismo da Bahia. Esse novo recurso vai facilitar a vida dos nossos trabalhadores rurais e é mais um apoio da SDR/CAR para o desenvolvimento da agricultura familiar, para as mãos que alimentam a nação”.

Também participaram do evento, dirigentes de organizações produtivas e de movimentos sociais de diferentes regiões do estado.

Deixe seu comentário... é importante para nós!

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: