MUNICÍPIOS

Cruz das Almas: em CPI, enfermeira afirma que falsa médica não participou de intubação do paciente que morreu

Em depoimento à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), que investiga possível erro médico na morte de Ronaldo Conceição Teles, ocorrido em 5 de abril deste ano, a enfermeira Audneide de Jesus Santos, afirmou que durante o seu plantão, a suposta falsa médica Alana Moreira Sena Ferreira, não fez o procedimento de intubação do paciente. A Comissão foi instaurada pela Câmara de Vereadores de Cruz das Almas, no Recôncavo da Bahia.

Quem fez a intubação foi a doutora Ingred… em momento algum ela [Alana] fez procedimento invasivo com o paciente”, afirmou a enfermeira (clique e acompanhe a partir do minuto 31). “Eu estava ao lado do paciente, ela em momento algum fez nenhuma tentativa de intubação… No meu plantão, ela não tentou intubar o paciente“, garantiu.

Acompanhada de seu advogado, Santos compareceu à reunião na manhã desta quinta-feira (16) e por cerca de 20 minutos, respondeu todas as perguntas feitas pela Comissão, formada na ocasião, apenas pelo presidente vereador Paulo Sérgio dos Santos (Paulinho Policial – PSD) e o relator Pedro Melo (PT). O secretário Carlos Trindade (PP), justificou a ausência por problema de doença na família.

Experiência

A enfermeira falou também sobre sua experiência de trabalho em UTIs e disse existir uma escala prévia dos profissionais da sua área que atuam no Centro de Covid. Afirmou que havendo necessidade de substituição de um(a) colega, só é efetuada via formulário, após o okay da coordenadora, de prenome Jeysa.

A interrogada assumiu ter sido a responsável por preencher o livro que registrou as ocorrências em seu plantão no dia 5 de abril. Segundo ela, naquele dia só haviam dois pacientes internados na unidade, um deles, era o Ronaldo Teles. O estado de saúde dele estava “estável, porém, agravou-se, entre 18h e 19h, disse a enfermeira. Sobre treinamento dos profissionais que atuam no setor, ela revelou ser constante e aborda diversas temáticas.

A Comissão pediu para de Jesus Santos descrever o agravamento do estado clínico do paciente, porém, ela disse constar do Prontuário. Mas não poderia falar sobre o documento, por ser sigiloso.

*Crédito das Imagens: Reprodução/Ilustrativa

Deixe seu comentário... é importante para nós!

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: