Acreditar

De boia fria… à dona da maior franquia de bolos do país

Desde sempre, ou pelo menos, há muito tempo, dava-se um jeito de propagar-se as famosas receitas de culinárias. As denominadas ‘receitas caseiras da vovó‘. Ensinamentos sobre como fazer determinados pratos, variados tipos de bolos e afins.

Mas hoje, virou ‘lugar comum’, as redes sociais ou os grupos de whatsapp das famílias, servirem de canais para postagens. Só que, não mais das receitas, mas sim, dos produtos prontos. São cada guloseimas e belezuras, que mais parecem obras de arte. Iniciativas principalmente da mulherada.

Mesmo nos tempos modernos, quando há uma busca (com todo mérito), pelo empoderamento feminino, ainda existem aquelas prendadas por natureza e outras que investem em cursos especializados de aprendizagem. E elas não se intimidam em mostrar o que sabem fazer numa cozinha. É de ‘encher os olhos’ e ‘dar água na boca’, como se diz por aí.

Muitas fazem simplesmente por prazer. Produção caseira para degustação da própria família, ou para receber os amigos. Se você se encaixa nesse perfil, espero a história abaixo lhe sirva de inspiração…

 

Ganhar Dinheiro

Na Coopermulta em Cruz das Almas, na Bahia, mulheres aprendem a arte de fazer e confeitar bolos

 

E por falar em empoderamento… Mas, o que algumas dessas artistas da culinária, ainda não se atentaram, ou talvez, não saibam, é que com esse talento, dar para ganhar uma boa grana. Ou, dependendo de sua ambição e força de vontade, muita grana. Produção de larga escala, com todo um preparo e organização profissional.

É claro que no começo não é tão fácil. Às vezes, não dispõe dos recursos para investimento inicial e várias outras situações que surgem para testar. E você tem que escolher: ser resiliente, ou ‘jogar a toalha’.

Mas é possível empreender individualmente, em sociedade ou em sistema de franquia, um segmento que vem crescendo bastante aqui no Brasil. Para quem ainda não tem um conhecimento de mercado, existem cursos específicos de orientação, em instituições como Sebrae e Senac, por exemplo.

Quem muito bem sabe disso e tem autoridade para falar do assunto, é a hoje empresária, Cleusa Maria da Silva. Proprietária da maior rede de franquia de bolos do país, atualmente com cerca de 300 lojas. A marca Sodiê Doces. Ela revela como conseguiu.

Começou a vida trabalhando como cortadora de cana, aos 9 anos. De ‘boia fria’ para empregada doméstica aos 13. Depois conseguiu emprego numa pequena empresa. Daí, começou sua trajetória no universo do bolo.

Em 2016, Cleusa foi entrevistada pelo Canal do Sebrae no YT. Apesar de o bate papo ter sido há dois anos, é muito atual e serve de inspiração para quem tem talento e força de vontade. Mas por alguma razão, tem medo de encarar o processo.

Confira aí…

 

Deixe seu comentário... é importante para nós!

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: