Trilhas Literárias

Eu, Cavaleiro de Jorge

Déll Santana

Sou cavaleiro
instruído pra guerra
sou de Jorge,
sou guerreiro
.

Armas em punho
Ogum é quem me leva
homem forte,
sou ligeiro
.

Meus inimigos
são sortilégios da vida
mas visto minha camisa,
trago meu corpo fechado
.

Travo batalha
entre perseguições e perigos
sou soldado, não bandido
não abro mão do meu fado
.

São Jorge
em seu gigante cavalo
é o meu Guia, meu escudo e meu vigário,
celebrando a peleja vencida
.

E eu, cavaleiro
condecorado da guerra
Ogum, agora me leva
… pros braços da vida
.

Deixe seu comentário... é importante para nós!

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: