MunicípiosNotícias

Demanda por atendimento no Hospital da Criança de Feira de Santana, mais que duplicou nos primeiros 4 meses de 2024; diz Sesab  

Dados da Sesab (Secretaria da Saúde da Bahia), divulgado na última sexta-feira 917), apontam que a demanda por atendimentos na emergência pediátrica no HEC (Hospital Estadual da Criança), em Feira de Santana, mais que duplicou, nos quatro primeiros meses de 2024, comparado com o mesmo período de 2023. Foram 3.023 casos, contra 1.540. Segundo a pasta, esse crescimento é, principalmente, reflexo da baixa resolutividade das unidades municipais.

Para a secretária Roberta Santana, as unidades de saúde dos demais municípios, não cumprem suas funções. Por isso, Feira de Santana acaba sendo impactada com essas demandas.

As Unidades Básicas de Saúde e as UPAs municipais parecem não estar adequadamente equipadas, nem em número suficiente para atender à demanda da população. Mais de 60% dos casos são de baixa complexidade, que poderiam ser solucionados dentro de um posto de saúde. Isso impacta no atendimento, com sobrecarga da equipe, afetando a eficiência do hospital, pois recursos destinados à alta complexidade são desviados para casos menos urgentes“, afirmou Santana, em nota (Fotos: Leonardo Rattes/Saúde GovBa).

Para tentar amenizar a demanda do HC, a Sesab diz está investindo na contratação de mais médicos especialistas em pediatria de emergência e intensivista, ortopedia e anestesiologia. Os profissionais que tiverem interesse em uma vaga, devem entrar em contato pelo telefone (75) 3602-0481.

De acordo com as informações, naquele mesmo dia, a Sesab comemorou a ampliação das salas de observação e do quadro de enfermagem, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas, médicos plantonistas e clínicos, um esforço do hospital para melhorar a qualidade do serviço.

Recomendação: em casos de menor complexidade, o diretor do HEC recomenda que os pais levem seus filhos para os postos de saúde da UBS (Unidade Básica de Saúde), a USF (Unidade de Saúde da Família), Ou par as UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento) de seus municípios, com atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Deixe seu comentário e compartilhe

Botão Voltar ao topo