NotíciasPolítica

Cassação de Moro: TRE do Paraná marca para o próximo dia 8, julgamento de processo que pode levar o senador a perder o mandato

O TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná) marcou para a próxima quinta-feira (8), o julgamento do processo que pode levar à cassação do mandato do senador Sérgio Moro (União-PR), em ações protocoladas pelo PT e pelo PL na Justiça Eleitoral.

Conforme noticiou a Agência Brasil nesta quarta-feira (31), “a data foi escolhida um dia após o desembargador Luciano Falavinha, relator do caso, liberar o processo para julgamento“.

De acordo com as informações, os dois partidos acusam Moro de suposto abuso de poder econômico, com gastos ‘irregulares‘ em sua pré-campanha em 2022. Por conta disso, o MPE (Ministério Público Eleitoral) do Paraná, entendeu pela possibilidade da cassação do seu mandato.

PUBLICIDADE

Segundo a acusação, houve “desvantagem ilícita” em favor dos demais concorrentes ao cargo de senador diante dos “altos investimentos financeiros” realizados antes de Moro se candidatar ao Senado. Em 2021, ainda no Podemos, Moro realizou atos de pré-candidatura à Presidência da República e após deixar o partido, passou a fazer campanha para o Senado, conforme publicado pela Agência.

A matéria afirma que os gastos citados, somam cerca de R$ 2 milhões gastos com evento de filiação de Sérgio Moro ao Podemos e com contratação de produção de vídeos e consultorias. Caso seja cassado, ele poderá entrar com recurso no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em Brasília. Ma se a condenação for mantida, deverá ser convocada nova eleição no Paraná para a vaga do Senado.

A defesa: segundo a Agência Brasil, durante a tramitação do processo, a defesa do senador negou as irregularidades e disse que as acusações têm “conotação política”. Ela alega que os gastos com a pré-campanha à Presidência não podem ser contabilizados na campanha para o Senado, pelo fato de um cargo ser em votação nacional e o outro estadual.

Deixe seu comentário e compartilhe

Botão Voltar ao topo