DestaqueExteriorNotícias

Língua Portuguesa é a oitava do mundo: quantos e quais são os países que falam o idioma? Saiba aqui

A Língua Portuguesa é a oitava mais falada, mundo afora, segundo levantamento da Ethnologue, instituição linguística. Respectivamente, Inglês em 1ª e Mandarim em 2ª, encabeçam a lista do ranking.

Em julho de 1996, as Nações que o falam idioma se uniram e criaram a CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa). De acordo com a organização, o objetivo principal “é [ser] o foro multilateral privilegiado para o aprofundamento da amizade mútua e da cooperação entre os seus membros“.

Neste domingo (27), o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva participou da XIV Conferência de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, em São Tomé (África). No âmbito da cooperação, há quem diga que ‘o Brasil tem muito a oferecer aos países de língua portuguesa em termos de conhecimento em agricultura e segurança alimentar, por exemplo‘,, conforme publicou a CNN Brasil.

Além do Brasil (América do Sul) e o país anfitrião do encontro, as outras Nações que teem o Português como língua oficial são: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique (Continente Africano), Portugal (Europa) e Timor Leste (Ásia). Estima-se que pouco mais de 263 milhões de pessoas falam o idioma.

De acordo com os organizadores, entre outras coisas, juventude e igualdade de gênero, pautaram a XIV Conferência. “[…a política da juventude e igualdade de gênero, está no centro das preocupações da nossa comunidade. E foi mais uma vez, fortemente impulsionada com a recomendação de continuar a promover o aumento de mulheres e jovens, nos cargos públicos e fomentar a sua maior participação, na vida política ativa…]”, declarou Teresa Efua Asangono, presidente da Assembleia Parlamentar da CPLP, em seu discurso de abertura, (confira na íntegra, no áudio abaixo).

Um extenso documento foi elaborado pelos líderes dos países participantes do evento. Confira clicando aqui e depois em Leia a Declaração Final.

Ouça o discurso da Teresa Efua.

Deixe seu comentário e compartilhe

Botão Voltar ao topo