Notícias

Jogador Pedro, do Flamengo, acusa preparador físico do próprio clube de tê-lo agredido com um soco no rosto

Poderia estar aqui falando dos escassos minutos recebidos nos últimos jogos, mas o que aconteceu hoje foi mais grave do que pode acontecer dentro das quatro linhas. Covardemente, sem motivo e inexplicavelmente, fui agredido, com um soco no rosto, por Pablo Fernandez, membro da comissão técnica do Sampaoli. A covardia física se sobrepôs diante da covardia psicológica que tenho sofrido nas últimas semanas. Alguém que se acha no direito de agredir o outro não merece respeito de ninguém. Já passei por muitas provações aqui no Flamengo, mas nada se compara com a covardia sofrida hoje. Que Deus perdoe uma pessoa que, em pleno 2023, acha que uma agressão física possa resolver qualquer problema. Obrigado JESUS pelo ensinamento, dando a outra face. Pai e mãe, obrigado pela educação que me deram“.

O desabafo acima é do jogador Pedro, do Flamengo, que usou suas redes sociais após o jogo contra o Atletico Mineiro, neste sábado (29), para denunciar a agressão física sofrida no vestiário do estádio Independência.

Em campo o rubro-negro venceu o Galo por 2×1 de virada, com gols de Arrascaeta e Wesley. Paulinho havia aberto o placar para clube mineiro.

Com a vitória na 17ª rodada do Brasileirão, o Flamengo, de Sampaoli chegou aos 31 pontos e assumiu momentaneamente a vice liderança da competição. Já o time treinado por Felipão, está em 13º, com 21 pontos.

A notícia da agressão do preparador físico Pablo Fernandez, contra o atacante, ganhou repercussão na imprensa. Porém, não havia pronunciamento do clube.

O portal CNNN Brasil relata que “Hernández não teria gostado de ver o atacante sentado no banco de reservas enquanto os reservas realizavam aquecimento“. O ge descreveu como clima quente no vestiário e afirmou que “o argentino questionou o atacante por ter sentado no banco após as entradas de Luiz Araújo e Everton Cebolinha, não gostou de ser retrucado e agrediu o camisa 9 rubro-negro“. Já o Uol diz ter apurado que “Pedro deixou o Independência rumo a uma delegacia de Belo Horizonte para registrar B.O. (Boletim de Ocorrência)” e ressalta que Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo, acompanhou o atacante.

Em suas redes sociais, o jogador postou o textão acima e recebeu apoio de torcedores, que cobram providência por parte do clube carioca.


Deixe seu comentário e compartilhe

Botão Voltar ao topo