MunicípiosNotícias

Cruz das Almas: prefeito parece atender ao clamor das escolas privadas e revoga decreto de retorno às aulas presenciais

Igualmente como aconteceu no Decreto 028/2022, baixado no último dia 4, a prefeitura de Cruz das Almas, no Recôncavo da Bahia, publicou uma nova decisão (Decreto 037/2022) nesta sexta-feira (11), pegando muita gente de surpresa, especialmente pais e mães de aluno(a)s, permitindo o retorno das aulas presencias a partir da próxima segunda-feira (14), apenas nas instituições de ensino particulares existentes no município. Anteriormente, esse segmento cumpriria o mesmo calendário das escolas públicas.

Desta vez, de acordo com a nota divulgada pela Assessoria de Comunicação, o prefeito Ednaldo Ribeiro se reuniu com diretores escolares (não informou se apenas da rede pública ou se também haviam representantes da rede privada), na tarde de hoje e autorizou o início das aulas presenciais, com base em dados atualizados da Covid-19, no município.

A prefeitura de Cruz das Almas publicou novo decreto nesta sexta-feira (11), onde resolve permitir o início das aulas presenciais das escolas particulares a partir do dia 14 de fevereiro (segunda-feira) e autoriza as escolas públicas (estadual e municipal) a cumprirem normalmente os seus calendários escolares. Além disso, também está autorizado o retorno [dia 14/2] do funcionamento das creches públicas e privadas“, diz um trecho do comunicado.

Ontem, a vereadora e líder do governo na Câmara, Camila Moura (MDB), havia emitido sua opinião em suas redes sociais e em conversa com o Acesse News, contrária ao primeiro decreto do prefeito. Segundo ela, pareceu uma decisão equivocada.

Entre as contestações da parlamentar, o Executivo não diferenciou as peculiaridades entre as escolas públicas e privadas. “O ensino público, tem recursos independente de ter aula ou não. A instituição privada, precisa fornecer o serviço para para receber a mensalidade. E esse setor já está muito afetado economicamente“, comentou ela.

Sobre a decisão de hoje, o Acesse News tentou contato com o prefeito, através do aplicativo de mensagem, mas até a publicação da matéria, não obteve resposta. – Havendo um retorno do Executivo, a matéria será atualizada.

A nova decisão

Para a vereadora, na semana passada faltou uma discussão mais ampla com alguns segmentos da sociedade para aquela surpreendente tomada de decisão, às véspera do início do ano letivo.

Porém, a reunião de hoje, segundo a edil, foi satisfatória, mesmo ela não podendo está presente. “Fui convidada, mas não pude participar porque tive outro compromisso. Estou satisfeita com a nova decisão“.

Nas redes sociais e em grupos de whatsapp, as pessoas tiveram opiniões bastante divididas à esse respeito.

Ta tudo errado, tem quê voltar todas as escolas“, reagiu esse morador de Cruz das Almas. “Lamentável“, resumiu esse outro. Ambos, membro de um dos grupos de whatsapp, formado por debatedores da cidade.

Na conta da prefeitura no Instagram, alguns seguidores comentaram: “E pq a municipal e estadual não? O que impede de retorna?”, questionou essa. “Vitória para Educação!”, legendou essa outra. “👏👏👏👏👏👏👏👏 ainda bem que perceberam o erro .. lugar de criança é na escola“, aplaudiu esse cruzalmense. “Pois é, já que o comércio está funcionando normalmente prq as escolas e creches fechadas? Estava mais do que na hora“, escreveu essa mãe. “Parabéns Prefeito a maior virtude de um líder é o diálogo e a humildade!!!!! Como educadora continuou acreditando no seu governo e de @andreeloycruzdasalmas“, opinou a vereadora Maria Cedraz. “Pularia. Ficaram com medo do protesto amanhã né? Os colégios particulares perderam vários alunos pra o público, desesperados ia fazer a caminhada amanhã. Os meus vai agora dia 21. Vou viajar 😊😊”, disparou esse internauta.

Deixe seu comentário e compartilhe

Botão Voltar ao topo